A capacidade de observar e de se concentrar por longos períodos

Quando repetimos um treinamento que não admite erros, desenvolvemos a habilidade de concentração, e, ao mesmo tempo, a capacidade de ler e compreender diversos números por um longo tempo. Muitos adultos se desanimam e tem preguiça ao ver uma conta com muitos algarismos, mas essa postura não se reflete em nenhum aluno de soroban. Através de atividades que ajudam a observar os números com atenção, o aluno aprende a realizar tais operações com destreza. Usando os números, o aluno vai desenvolvendo seu poder de análise em outras instâncias, sendo também um dos pilares no desenvolvimento da criatividade e dos insights individuais. As próprias análises feitas no mundo profissional, todas começam com a leitura de dados.

Criatividade e análise imagética

A professora Kimiko Kawano, da Universidade de Medicina do Japão (NMSH), revelou, em pesquisa, que a resolução de operações por método do soroban ou anzan (ábaco ou cálculo mental) usam o lado direito do cérebro. Este é o lado onde ocorre a resolução de problemas ou a criação de novas ideias – a famosa inspiração. A prática contínua leva a uma maior eficiência no sentido de diminuir o tempo de conexões e transmissão de informações entre os neurônios. O pesquisador Toshio Hayashi, da Universidade de Osaka, afirma que o treino sistemático dos movimentos dos dedos leva a uma melhora no uso das sinapses e à construção de uma rede de neurônios eficaz. A criatividade e a habilidade de imaginar novos sistemas é uma habilidade requerida em qualquer campo, essencial para o desenvolvimento das crianças de modo geral.

Poder de memória

O cálculo mental usa dois modelos básicos, que funcionam de maneiras opostas: usando um modelo de ábaco (que usa o lado direito do cérebro) e usando um modelo matemático (que usa o lado esquerdo do cérebro). Usando o modelo de ábaco, treina-se a capacidade de processar informações e estocá-las na medida em que vão sendo acumuladas na forma de imagens. No método mais comum de armazenar memórias, usamos o lado esquerdo do cérebro para informações pouco relevantes, e que devem ser logo esquecidas. Ao usar o lado direito do cérebro e uma forma de acumular memórias na forma de imagens, desenvolvemos a habilidade de reter na memória várias informações simultâneas por maior tempo. Cerca de 80% dos alunos das duas universidades de maior prestígio no Japão, a Universidade de Tóquio e a Universidade de Quioto, são ou foram alunos de soroban.

Insight

A prova oficial de soroban exige que o candidado acerte um determinado número de questões dentro do tempo limite de 10 minutos. Por exemplo, nos exames de nível 1, para fazer uma conta de multiplicação de um número de seis dígitos por outro de cinco dígitos, temos de movimentar nossos dedos mais de cem vezes. Durante o cálculo mental, a tabuada é evocada 30 vezes, para resultar em um número de onze dígitos. Em todas as etapas do processo, não se admite um único erro. O exame de multiplicação consiste de 20 questões como essa. Portanto, somente para o teste de multiplicação, os dedos se movimentam mais de 2000 vezes. Portanto, no soroban, a concentração está intimamente ligada ao movimento dos dedos.

Habilidade de processor informações

Por meio da internet, uma quantidade imensa de informações está disponível nos dias de hoje. A habilidade de processar rapidamente as informações necessárias é uma das mais importantes do século 21. Através do treino de cálculo mental de soroban, treinamos o processamento de informações com números. Funciona assim: o educador lê em voz alta e em sequência diversos números, que são imediatamente processados no lado direito do cérebro, que por sua vez converte a informação em um resultado numérico preciso.

Velocidade na leitura e ao escutar

Na prática do soroban, há um component chamado de yomiagezan, que consiste no cálculo com o soroban ou mentalmente dos números lidos em voz alta. A questão é lida em voz alta enquanto o estudante, ao mesmo tempo em que a questão vai sendo lida, compreende e processa a informação. Pode parecer um método antiquado de estudo, mas é fundamental para desenvolver atenção na escuta, instantaneamente transformando os dados em blocos de informações mentais. No Japão, em anos recentes, muitos empresários procuram cada vez mais aulas de soroban para treinar essa habilidade. Contudo, é uma habilidade melhor ainda desenvolvida nos anos da infância, onde o indivíduo está mais aberto ao aprendizado.

Please reload

Fonte: Associação Japonesa de Ensino de Soroban (http://www.shuzan.jp/)